FSA_ESTUDIO

Fran Silvestre Arquitectos

NOME DO ESTÚDIO

Fran Silvestre Arquitectos

LOCALIZAÇÃO DO ESTÚDIO

Valencia (Espanha)

DEFINIÇÃO DO ESTÚDIO 

Fran Silvestre Arquitectos é um estúdio com sede em Valência, formado por um grupo multidisciplinar de arquitetos fundado em 2005 por Fran Silvestre.

Depois de se ter graduado em Arquitetura pela Escola Técnica Superior de Arquitetura de Valência em 2001, Fran Silvestre especializou-se em Planeamento Urbano na Technische Universiteit Eindhoven. Posteriormente, ganhou uma bolsa para trabalhar no estúdio do arquiteto Prémio Pritzker de Portugal, Álvaro Siza e desde então realizou projetos em cooperação com ele. Também é professor da Universidade Politécnica de Valência desde 2006 e da Universidad Europeia desde 2009.

Os seus projetos têm em comum a modulação, a seriação e o uso da luz, dando lugar a projetos de grande pureza nos quais se utilizam materiais e tecnologias inovadoras. Desde o seu início, centrou-se na execução de projetos de pequena escala como a Casa do Átrio (2009) ou a Casa na Ladeira de um Castelo (2010). Também realizou trabalhos multidisciplinares como o design da cadeira de Alis, colaborando com outros estúdios como o de Alfaro Hofmann. Recentemente, desenvolveu, com a Universidade Politécnica de Valência e o Instituto Tecnológico da Energia (ITE) Eólica, uma torre geradora de energia capaz de abastecer uma cidade mediante diversas fontes renováveis.

Os seus projetos foram publicados em várias revistas especializadas internacionais tais como Pencil, GG, GA Houses, On-Site ou AV3. Este ano, for galardoado com o prémio Red Dot Award: Product Design 2013 na categoria “architecture an urban design” pelo projeto da Casa na Escarpa. Também ganhou o Prémio MHK (Berlim) pela Casa do Átrio e foi finalista do Concurso Internacional para a Fundação de Arquitetura Contemporânea de Córdoba.

NOME DO ESPAÇO EXPOSITIVO 

Pedra Natural

DEFINIÇÃO DO ESPAÇO EXPOSITIVO 

O projeto resolve três espaços desvinculados fisicamente ainda que ligados pela mesma essência.

A materialidade, com o uso de uma tradição inovada, manifesta as bondades da pedra natural.

A combinação de textura e luz. Três tipos de acabamentos, polimento, bujardado e arenado, compõem uma gama de dez texturas numa proposta de contrastes dentro da uniformidade. As alterações cromáticas da luz natural refletem-se nos paramentos. A luz artificial, mediante um nicho na pedra, permite retroiluminá-la. Uma iluminação noturna com tonalidades cálidas, quase douradas.

E por último, a precisão na execução do detalhe. Sem esquecer que a arquitetura pode ser grande no pequeno.

Tudo isto, a continuidade espacial, o uso de poucos materiais, a integração das instalações, da iluminação, a continuidade no tempo, valorizando a arquitetura que é capaz de o atravessar sem ficar obsoleta… são fatores comuns nos trabalhos que se realizam.

Would you
like us
to inspire your
interior space?

 Professional Individual